DUODENAL SWITCH

A Duodenal Switch ou DS, assim como o By-pass Gástrico (http://clinicaalcidesbranco.com.br/bypass-gastrico/) também é uma cirurgia de técnica mista, atuando na restrição e na má absorção dos alimentos. O primeiro tempo da cirurgia é similar ao da Gastrectomia vertical ou Sleeve Gástrico (http://clinicaalcidesbranco.com.br/gastrectomia-vertical/), onde é confeccionado um estômago tubular, e retirado aproximadamente 80% do estômago.

A parte disabsortiva da cirurgia desvia o trânsito intestinal, criando dois caminhos separados que se unem a uma alça comum. O caminho mais curto leva o alimento do estômago ao canal comum. E o caminho mais longo, transporta a bile para o canal comum.

O principal objetivo desta técnica é reduzir o tempo que o organismo possui para capturar calorias dos alimentos no intestino delgado e limitar seletivamente a absorção de gordura.

Indicação

Pacientes com IMC superior a 40Kg/M² e que necessitam de grande redução de peso.

Resultados esperados

70 a 75% de redução do peso excessivo, porém apresenta uma grande restrição alimentar, devendo-se ficar atento à diminuição da absorção de vitaminas e nutrientes e consequentemente sua reposição.

Cuidados pré-operatórios

O preparo pré-operatório otimiza a segurança e os resultados da cirurgia bariátrica e metabólica. Solicita-se ao paciente que se esforce para perder um pouco de peso antes da cirurgia, pois alguns quilos a menos podem oferecer melhores condições à anestesia geral e à operação.

Nessa fase, também é obrigatório o preenchimento do documento Consentimento Informado, no qual o paciente reconhece estar devidamente informado sobre os benefícios e riscos da cirurgia.

No pré-operatório, o paciente deve realizar uma série de exames, como endoscopia digestiva, ultrassom abdominal e exames laboratoriais, além de passar em consulta com os profissionais obrigatórios: endocrinologista, cirurgião, cardiologista, psiquiatra, psicólogo e nutricionista.

Cuidados pós-operatórios

A recuperação é rápida, requer 2 a 3 dias de internamento hospitalar, sendo que os curativos são retirados após 7 dias.

O retorno às atividades leves ocorre geralmente após 15 dias e às atividades mais pesadas após 60 dias.

Inicialmente o acompanhamento é mensal, depois a cada 3 meses, para controle, realização de exames e reposição de vitaminas quando necessário.

É necessário acompanhamento nutricional e adequação e dedicação a nova dieta e estilo de vida.