Doutor Alcides Branco tem experiência em cirurgia laparoscópica, há mais de 25 anos, aproximadamente há 20 anos iniciou trabalho com cirurgia laparoscópica nos pacientes obesos mórbidos com mais de nove mil cirurgias realizadas nesses pacientes. Recentemente deu uma atenção especial aos pacientes com diabetes mellitus tipo 2, realizando procedimentos que apresentam auto controle, no pós operatório desses pacientes.
Vários tipos de cirurgias podem ser realizados nesses pacientes. O procedimento mais realizados no mundo é a gastroplastia tipo bypass gástrico ou técnica do grampo ou técnica de Capella ou gastroplastia y de roux, que é um procedimento mundialmente conhecido, consiste em uma técnica mista onde se diminui o tamanho do estômago e realiza o desvio intestinal.
O segundo procedimento mais realizado chama-se gastroplastia vertical ou sleeve gastrectomy ou tubo gástrico e é um procedimento puramente restritivo onde você cria um tubo, uma manga gástrica sem mexer na parte intestinal.
Outros procedimentos podem ser feitos de acordo com os problemas de saúde que o paciente possa apresentar. A evolução que consiste na técnica duodenal switch modificada ou interposição ileal, é um procedimento que pelos trabalhos realizados e pela história dos trabalhos publicado, é o que apresenta melhor controle dos pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2.
Para realizar esse procedimento o paciente necessita passar por um protocolo de exames para avaliar a sua condição de submeter –se a esse procedimento.
Outro procedimento que a equipe do Dr. Alcides tem muita experiência são cirurgias revisionais.
Na evolução dessas cirurgias nesses muitos anos, muitos pacientes tiveram complicações, onde a maioria das vezes o tratamento clinico não consegue ter resultados satisfatórios e existe a necessidade de um novo procedimento cirúrgico.
Por exemplo: pacientes que realizaram a cirurgia do by-pass, a Capella e colocaram o anel, e esse anel migrou para dentro do estômago.
Pacientes que colocaram a banda gástrica, um procedimento muito utilizado na década de 90 a 2000, e essa banda trouxe complicações como: a migração da banda, ou reganho de peso e vômitos.
Pacientes que no pós operatório em qualquer procedimento apresenta alterações intestinais como: diarreia intratável.
Pacientes que apresentam flatulência intensa, com grande desconforto abdominal para si e para os seus. Em situações onde haja desnutrição, pacientes que não conseguem repor as vitaminas necessárias e com isso necessitamos da realização de um novo procedimento cirúrgico. Dr. Alcides tem uma experiência nesse procedimento, realizando de uma a duas desse procedimento/semana ao longo dos últimos ano. Todas elas por videolaparoscopia.
Para esses procedimentos revisionais há a necessidade de também passar por um protocolo rígido de exames de imagem, exames endoscópicos e por uma equipe de psicólogos e/ou psiquiatras e nutricionistas, para reavaliar a necessidade da cirurgia.
Dr. Alcides trabalha em vários hospitais e todos os hospitais apresentam um estrutura avançada para realizar os procedimentos laparoscópicos. Eles apresentam estrutura com torre de vídeo moderna, materiais moderno, equipe anestésica extremamente preparada para qualquer intercorrência e intubação e com muita segurança para realizar os procedimentos.
Além disso, há uma equipe de apoio que trabalha junto com Dr. Alcides diariamente nestes paciente, tanto no pré como no pós operatório.
Tipos de cirurgia 
Existem vários tipos de cirurgia que podem ser realizada para os pacientes obesos mórbidos e doenças metabólicas, procedimento puramente restritivo:

  • Banda gástrica e Gastroplastia vertical.
  • Procedimentos mal absortivos nas cirurgias intestinais, que estão em desuso, estão proscrita.
  • Procedimentos mistos restritivos mas absortivos, por exemplo: by-pass gástrico, técnica de Scopinaro ou técnica duodenal switch e cirurgias revisionais onde temos vários tipos de procedimentos que podem ser realizados.
CategoryNotícias
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Todos direitos reservados a Dr. Alcides Branco