Já é sabido que a cirurgia bariátrica promove uma melhoria significativa na qualidade vida para quem está obeso. O tratamento vai muito além do procedimento cirúrgico e exige do paciente uma mudança positiva de estilo de vida não só na alimentação como na prática de atividades físicas. Deixar o sedentarismo de lado é crucial para o sucesso da operação e no combate à obesidade, mas exige certos cuidados para dar o resultado esperado.

Caminhadas e corridas são boas formas de exercício físico.
Caminhadas e corridas são boas formas de exercício físico.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda 30 minutos diários de exercícios. Este tempo não precisa ser ininterrupto e pode ser dividido ao longo do dia. Se o cotidiano estiver apertado, algumas atitudes simples já ajudam a combater o problema como dar uma ou duas voltas no quarteirão, subir as escadas do escritório ou até mesmo limpar a casa.

Mas quem deseja ir além é preciso uma mudança mais radical. O primeiro passo é buscar um educador físico. O profissional irá definir junto com o paciente um plano para atingir os objetivos propostos antes e depois da operação. Começar com uma atividade que o paciente goste é importante para manter a motivação e a regularidade, fatores cruciais para o sucesso. No começo a prática deve ser 70% aeróbica e 30% de exercícios para ganhar massa muscular. Yoga, natação, pilates, musculação e hidroginástica surtem excelentes resultados.

No caso de recém-operados, durante os 60 primeiros dias os fisioterapeutas deverão auxiliá-los na recuperação dos movimentos a medida que o peso diminui. No caso da cirurgia laparoscópica 30 dias após a cirurgia e com avaliação do cirurgião, é possível começar uma rotina de exercícios.

“A motivação é importante, mas não vá com muita sede ao pote. Trace pequenos objetivos para atingir metas e manter o engajamento no treinamento. O que pode parecer impossível hoje, com empenho, não será amanhã”, explica Margarete Santos, coordenadora de educação física da COESAS – Comissão de Especialidades Associadas, da SBCBM – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

10 dicas para se exercitar antes e depois da operação
– Procure exercitar-se periodicamente, mantendo sempre a regularidade nos mesmos dias da semana.

– Mantenha, se possível, os mesmos horários das sessões de exercícios.

– Use sempre roupas confortáveis, porém, cuide de sua aparência e higiene para a prática do exercício.

– Nunca cumpra uma rotina de exercícios que foi planejada para outra pessoa. Há princípios básicos como individualidade, sobrecarga e intensidade que devem ser prescritos individualmente.

– Só lance mão das atividades em grupo somente se o grupo tiver os mesmos objetivos e características físicas semelhantes.

– Procure um educador físico especializado em obesidade. Ele compreenderá melhor suas necessidades e terá mais estratégias.

– Na medida em que seu peso diminui, não mantenha o mesmo calçado, troque-o. Seu centro de gravidade vai alterando com o emagrecimento e na palmilha do calçado antigo já foi impressa sua digital plantar anterior. Isso altera sua pisada atual, implicando em um desalinho da coluna vertebral e demais articulações, provocando dores e desconforto.

– Se interromper o programa por mais de duas semanas nunca retome do ponto que parou. O corpo precisa que você o reestimule ao esforço gradativamente, portanto pegue mais leve.

– Caso sinta alguma dor ou desconforto, no momento da execução ou posterior, não hesite em comunicar seu professor. Algo pode estar errado nas posturas ou na intensidade proposta. Exercício não é para ser doloroso, é para dar prazer.

– A alimentação é fundamental, siga fielmente as orientações de sua nutricionista. Ela lhe ajudará a ter mais energia nos dias de treino e você obterá melhores resultados.

FONTE: http://www.sbcbm.org.br/

CategoryNotícias

Todos direitos reservados a Dr. Alcides Branco