BANDA GÁSTRICA

A banda é uma espécie de cinta de silicone é colocada em torno da parte superior do estômago criando uma pequena bolsa, aproximadamente do tamanho de uma bola de golfe, e uma grande bolsa abaixo da banda (o restante do estômago).

A limitação imposta por essa banda, faz com que o paciente tenha necessidade de inserir menos alimento para se sentir saciado. Como a passagem de alimentos é mais lenta do que o normal, a tendência é que a pessoa coma em quantidades menores de alimentos.

A banda gástrica pode ser apertada ou afrouxada para diminuir ou aumentar a passagem de alimento, e necessitará de ajuste de vez em quando. Eles são indolores e devem ser realizados pelo cirurgião ou uma enfermeira especialista até que a restrição certa seja estabelecida. Uma banda muito apertada poderá causar desconforto (vômitos), e se não preenchida o suficiente, a restrição não funcionará e a banda irá apresenta apenas resultados ruins a longo prazo.

Indicação

Pacientes adultos com obesidade mórbida e IMC superior a 40kg/m² ou que tenham doenças graves relacionadas ao sobrepeso.

Resultados esperados

A perda de peso média é de 50 a 60% do excesso de peso.

Cuidados pré-operatórios

O preparo pré-operatório otimiza a segurança e os resultados da cirurgia bariátrica e metabólica. Solicita-se ao paciente que se esforce para perder um pouco de peso antes da cirurgia, pois alguns quilos a menos podem oferecer melhores condições à anestesia geral e à operação.

Nessa fase, também é obrigatório o preenchimento do documento Consentimento Informado, no qual o paciente reconhece estar devidamente informado sobre os benefícios e riscos da cirurgia.

No pré-operatório, o paciente deve realizar uma série de exames, como endoscopia digestiva, ultrassom abdominal e exames laboratoriais, além de passar em consulta com os profissionais obrigatórios: endocrinologista, cirurgião, cardiologista, psiquiatra, psicólogo e nutricionista.

Cuidados pós-operatórios

A recuperação é rápida, requer 2 a 3 dias de internamento hospitalar, sendo que os curativos são retirados após 7 dias.

O retorno às atividades leves ocorre geralmente após 15 dias e às atividades mais pesadas após 60 dias.

Inicialmente o acompanhamento é mensal, depois a cada 3 meses, para controle, realização de exames e reposição de vitaminas quando necessário.

É necessário acompanhamento nutricional e adequação e dedicação a nova dieta e estilo de vida.